top of page

Criado pelos próprios Arcontes, é uma força existente desde tempos imemoriais, quase não se tendo conhecimento desta. Só pode ser alcançado por uma pequena parcela de indivíduos que entram em contato direto com um dos de um dos sete Arcontes da existência ou que são escolhidos por estes, recebendo acesso a poderes derivados de algum aspecto destes seres. Isso os faz tornarem-se canais da força dessas criaturas, mas também possíveis receptáculos destes, onde podem perceber através de seus sentidos. Contudo, existe um significado oculto para o fato deste poder existir, que nada mais é que a vontade ou necessidade dessas criaturas de mudarem de casca de tempos em tempos, apesar de que pode demorar para que um receptáculo de seus poderes seja determinado como perfeito para tal, além do mais, é dito que quando estes escolhem em definitivo a sua casca, além do receptáculo em questão sofrer uma aniquilação existencial, todos os demais concorrentes deste acabam por sofrer da chamada Obliteração Existencial. É um poder grandioso, mas que o uso deste faz com que o sujeito seja cada vez mais capacitado para receber o Arconte em definitivo, além de poder gerar uma fadiga existencial quando utilizado. Além disso, é dito que a energia eldritch gera conflitos com a energia arcôntica, chegando ao ponto de que os abençoados pelos lovecraftianos não possam receber a força dos sete Arcontes. O ato de despertar essa habilidade faz com que receba o título “Sábio” em seu respectivo caminho. Ex: Sábio da Força, Sábio da Energia.

 

Caminho da Energia: O poder concedido por Abraxas confere a capacidade de manifestação e manipulação pseudo-onipotente sobre praticamente todas as formas de energia existentes, incluindo energia mágica e divina. Imensamente poderosas, capazes de feitos incríveis como manipular e distorcer manifestações divinas, forçar a manifestação divina de outros seres, “troca de progenitor” e até mesmo conseguindo replicar e manifestar outros poderes de origem energética ao seu bem querer e muito possivelmente com uma maestria ainda maior, apesar de incapaz de fazer o mesmo com poderes pseudo-onipotentes.

 

Caminho da Magia: O poder concedido por Iao confere nada menos que a própria omni-magia pseudo-onipotente, sendo capazes de fazer uso de todas as expressões de magia existentes, distorcendo, manipulando, manifestando ou desfazendo, dependendo apenas de seus desejos. Conseguem dobrar, quebrar e até mesmo criar novas leis naturais, distorcendo o tecido da realidade magicamente e criar coisas quase que sem limites.
 
Caminho da Força: O poder concedido por Sabaoth se manifesta como uma força aparentemente ilimitada, e claro, pseudo-onipotente, podendo interagir com vários planos de existência. Pode atravessar distâncias cósmicas em um único salto, executar ataques de poder incomparável, e até mesmo podendo afetar dimensões, espaço, tempo e realidade com sua força sem igual, capaz de afetar todas as coisas sob o tecido realístico em nível existencial. Sua resistência/durabilidade física também fica no mesmo nível, podendo suportar qualquer nível de estresse, sendo imutável existencialmente. Além disso, são totalmente imunes a todos os poderes que podem manipular, afetar ou mesmo roubar sua força, sendo que isto está na mesma escala que a dita cuja.

 

Caminho da Mente: Os escolhidos de Astaphanos recebem um grandioso poder telepático, onde são capazes de ler, sentir, se comunicarem e controlarem um número aparentemente infinito de mentes ao alcance de seu poder, e claro, essa capacidade é pseudo-onipotente, tendo capacidades aparentemente ilimitadas através de telepatia pseudo-onipotente. Este poder é tanto que, uma vez dentro das mentes, sua influência ante as emoções é tão poderosa que os permite gerar ilusões baseadas nas emoções, sejam nas do usuário ou dos alvejados. Essas ilusões são extremamente poderosas, impossíveis de se distinguir o real do ilusório, dessa forma podendo até mesmo gerar traumas permanentes na existência de alguém.

 

Caminho do Dualismo: Os protegidos por Adonaios recebem o poder da pseudo-omni-metamorfose, onde possuem o controle total e praticamente irrevogável sobre seu próprio ser, permitindo-os manipular coisas como sua forma, densidade, tal como poder se transformar em sólido, líquidos, gasosos, energias e outras coisas mais, podendo assumir qualquer forma que desejar, independentemente das leis da física e da lógica, sendo pseudo-onipotente. Não são imunes a alterações externas, mas podem se remodelar instantaneamente, ocorrendo o mesmo com sua mente e alma, que mesmo que fragmentadas em milhões de pedaços continuam funcionando perfeitamente. Assim também podem adquirir a forma de outros seres perfeitamente, na maioria dos casos recebendo todas as suas capacidades, apesar de incapaz de replicar aspectos onipotentes. O sujeito estará em um estado de total consciência e controle do mesmo; suas células, processos biológicos, respirações e pensamentos, seus movimentos e emoções, consciente e inconsciente, espírito e outras coisas, estes não fazem nada que o protegido não deseje, controlando-se por inteiro em um nível existencial, nunca existindo incógnitas à espreita no fundo de seu existir. 

 

Caminho do Amor: Escolhidos por Elaios recebem o poder de manifestar e controlar o amor das criaturas em uma escala pseudo-onipotente, afetando até mesmo seres mais poderosos que eles próprios em escala existencial. Os efeitos desta habilidade são permanentes na existência de algo ou alguém, não desaparecendo a menos que o usuário deseje que aconteça, e claro, não são apenas capazes de se fazerem amados, mas também de controlar o amor/desejo que existe em alguém por qualquer outra coisa. É um poder abstrato demais, mas que pode controlar se e (ou) quanto algo ou alguém ama e é amado. 

 

Caminho da Escuridão: Aqueles sob Horaios adquirem a capacidade de induzir o ódio numa escala pseudo-onipotente aos seres vivos, onde os indivíduos afetados podem chegar a ter todos os seus sentimentos sobrepostos pelo mais puro ódio, onde nenhuma paz ou amor poderá lhes salvar de tamanho sentimento negativo. A potência do ódio é absurda, podendo fazer com que seja um ódio cego por todas as coisas ou que seja por alguma coisa ou alguém em específico. Os efeitos são aparentemente permanentes, só desaparecendo caso o portador deseje, pois mesmo o apagamento da existência não irá resolver este problema. Contudo, não é apenas isso que este caminho permite, pois ele também permite controlar a escuridão em uma escala pseudo-onipotente, e por isso, conceitual, onde pode fazer coisas que sombras normalmente não poderiam, como manifestar uma escuridão psíquica na mente dos seres, nublando pensamentos e outras coisas, tal como outras coisas mais.

 

Possessão Arcôntica: É nada mais que o fenômeno em que o Arconte desce ao seu receptáculo, buscando se apossar da existência deste e tomar ações por um certo período de tempo. Ainda bloqueado para uso.

Sete Caminhos dos Arcontes

0,00$Precio
    bottom of page