DEUSA DAS ESTRELAS

          HISTÓRIA          

Ceuci é a "Virgem Maria" da teogonia Tupi, pois também ela teve um filho de uma concepção miraculosa.

Segundo a lenda, Ceuci descansava à sombra da árvore do bem e do mal, quando avistou seus frutos grandes e maduros. Não resistindo, apanhou e comeu uma de suas frutas e o seu caldo escorrendo pelo seu corpo nu alcançou o meio de suas coxas.

Meses após, revelou-se uma gravidez que encheu de indignação toda a comunidade de sua aldeia. O Conselho de Velhos, achou por bem, puni-la com o desterro.

Ceuci teve seu filho muito longe da aldeia de deu-lhe o nome de Jurupari, futuro legislador, que veio mandado pelo sol para reformar os costumes da terra e também encontrar nela uma mulher perfeita com quem o sol pudesse casar.

À medida que o menino cresceu foi afastando-se da mãe e muito jovem já era considerado o "Moisés" dos tupis.

Para que os homens aprendessem a viver independentes das mulheres, Jurupari instituiu grandes festas que só eles podiam tomar parte.

Ceuci inconformada com tais leis e saudosa do filho, resolveu, certa noite, dar uma espiadinha no cerimonial dos homens. Furtivamente, então, transpôs o patamar da entrada da "Casa dos Homens". Essa infração era punida com pena de morte, mas antes do término do cerimonial, Ceuci foi fulminada por um raio. Jurupari foi imediatamente chamado para ressuscitar a mãe, mas nada fez, pois não podia abrir precedentes em suas leis.

“Morreste mãe, porque desobedeceste à lei de Tupã. É a lei que eu vivo a ensinar. Não vou te ressuscitar, mas te recomendo: sobe, bela, radiante e pura para um mundo melhor. Cumpriste a verdadeira missão de mãe, que sempre é cheia de amor, renúncia, desenganos e sofrimento. Meu pai vai recebê-la de braços abertos lá no céu”.

O corpo da deusa, então, cheio de luminosidade, começou a subir.

Atravessou o espaço e transformou-se na estrela mais resplandecente da constelação das Plêiades ( constelação que indica a época certa da colheita das frutas maduras, da caça e da pesca).

Ali está, até hoje, para lembrar aos selvagens o respeito às leis de Jurupari, o Filho do Sol.

Os mitos da procriação, do nascimento e da vida de grandes figuras da história refletem o que há de extraordinário nestas crianças divinas e além disso, nos falam da correspondência destas conexões que se dão tanto com a ordem cósmica como com a alma humana.

As relações "homem-Deus" e "homem-mulher" são os temas do ser humano desde que ele existe , justamente por que nestas ligações entrelaçam-se decisões de vida ou morte. De todas as ligações a de mãe-filho é a mais estreita, é algo transcendente, que une duas pessoas em um segredo fascinante, que dá prazer e dor, mas que no fundo é sempre indecifrável. Assim, não é de se estranhar que no primórdios dos tempos se acreditasse que a maternidade não dependia do homem, mas sim da influência ou interferência dos astros, animais e até do sumo de alguns frutos, como é o caso de nossa lenda.

No início da humanidade, reinava o matriarcado e toda a linha de descendência era regida pelo sistema matrilinear. Entre os nossos indígenas, também foi assim. Toda a criança que nascia, pertencia ao grupo familiar da mulher. A posição do pai era de um simples amigo, portanto não tinha direitos sobre o filho. Toda a educação e tutela da criança ficava ao encargo do tio materno.

Tal estado das coisas acabou por gerar choques e tensões sociais e o homem sentindo-se mais forte, tratou de dominar a situação e inverter os papéis. Esta mudança em alguns casos foi extremamente dramática, pois em algumas tribos, o homem figurava como uma espécie de escravo da mulher, executando os serviços mais baixos e sem que os filhos o considerassem pais.

O mito do Jurupari, juntamente com a existência das Icamiabas, nos deixa bem claro, que as mulheres foram destituídas de todo o poder, nada restando-lhes, nem mesmo era reconhecida a maternidade. Como o desmoronamento do direito materno, o homem apoderou-se também da direção da casa, a mulher viu-se então degradada, convertida em servidora, em escrava da luxúria do homem, ou simples instrumento de reprodução.

É óbvio que as mulheres não poderiam concordar com tal estado das coisas. E muitas são as lendas em que as mulheres matam os homens, seus maridos, os velhos e as crianças do sexo masculino, antes de abandonarem suas aldeias.

     FILHOS DE CEUCI   

Aparência :  São grandes, algumas vezes altos, alguns podem ser atléticos, musculosos ou simplesmente carrancudos. São morenos e possuem traços indígenas.

Personalidade :   São sedutores e gostam de receber olhares, muitos deles são extremamente narcisistas e se preocupam demais com a aparência, colocando tal atributo sempre em primeiro lugar. Se apaixonam fácil, mas podem ter dificuldade de se manterem fiéis, por acharem o amor totalmente livre. Às vezes são arrogantes e metidos, o que pode quebrar o encanto que jogam nos outros. 

          HABILIDADES      

Habilidades Passivas

 

Fisiologia da Estrela

 

Níveis 1-10: A prole de Ceuci, como filho de uma estrela, acaba sendo uma em partes e isso faz do meio-sangue alguém com características físicas semelhante a algumas características de uma estrela completa, isto é, além fato de que este consegue alcançar uma velocidade de até 350km/h enquanto corre.

 

Níveis 11-25: Possui uma resistência a alteração de temperaturas visto que ele é seu próprio isolante térmico e independente do ambiente ele se mantém ideal sempre, tendo como base a ideia de uma estrela que para sobreviver precisa manter sua temperatura o mais estável o possível e a velocidade que este alcança é de 700km/h enquanto corre.

 

Níveis 26-35: A "estrela" é capaz de alcançar a velocidade de 1.050km/h enquanto corre.

 

Níveis 36-50: Se torna capaz de correr numa velocidade de 1.400km/h.

 

Níveis 51-100: Consegue alcançar a velocidade de 1.750km/h enquanto corre.

 

Níveis 101-150: A prole chega a uma velocidade de até 2.100km/h enquanto está a correr, seu corpo é tão resistente quanto o vibranium e este ainda é capaz de resistir a controles gravitacionais e as mais diversas gravidades visto que estrelas não sofrem danos negativos por ela em si e apenas a usam a seu favor para se manterem estáveis.

 

Níveis 151-200: Sua velocidade chega a 2.450km/h enquanto se locomove e este não necessita mais de oxigênio para sobreviver.

 

Níveis 201-250: Nesse estágio de sua vida, a prole de Ceuci consegue chegar a uma velocidade de 2.800km/h enquanto se locomove.

 

Níveis 251-300: A "estrela" em seu ápice se locomove a uma velocidade de 3.150km/h.

 

Constellation Brothers/Sisters

 

As estrelas são belos astros de forma individual que embelezam e iluminam a noite junto da grandiosa Lua, porém, melhor que uma estrela sozinha é uma constelação inteira de estrelas unidas para formar as mais belas formas no céu.

 

Níveis 1-50: Quando juntar em algum lugar mais de um filho de Ceuci, os mesmos se assim decidirem ao menor toque entre si são capazes de criar um elo praticamente inquebrável e indecifrável que unirá seus pensamentos e emoções lhes tornando capazes de se comunicar e saber o que o outro sente a quilômetros de distância.

 

Níveis 51-100: Quando o elo for criado ambos agora terão suas íris mudadas para uma cor em tom de lilás que simbolizará o compartilhamento visual que estes terão entre si, ou seja, um que um ver o outro também verá em tempo real e instantâneo sem que tal visão compartilhada o prejudique em nada e muito menos o deixe confuso.

 

Níveis 101-150: O elo agora permite que os irmãos que se tocarem compartilhem agora de suas energias, ou seja, se um dos filhos de Ceuci estiver fraco e não tiver como se recuperar mas possuir um elo feito com algum dos outros filhos da deusa, este poderá receber energias enviadas a distância por esse elo assim conseguindo se recuperar mais rapidamente mesmo que o ambiente ou a ocasião em si não o permita tal ação.

 

Níveis 151-200: O elo entre os irmãos agora é capaz de não somente compartilhar as energias destes a distância, mas também de fortalecê-las em duas vezes mais, os deixando duas vezes melhor em todas os seus tributos como regeneração, velocidade, força, etc.

 

Níveis 201-250: Se a conexão/elo for realizada entre irmãos de níveis diferentes, tal ligação é capaz de realizar uma ligação covalente entre estes de modo que os níveis de ambos sejam balanceados enquanto a ligação estiver estabelecida, fazendo com o que de maior nível deles empreste temporariamente alguns de seus níveis para seu irmão mais "fraco" para que assim estes se igualem nesse quesito, mas só podendo fazer isso três vezes por evento com uma duração de três rodadas.

 

Nível 251-300: O elo é perfeito sendo capaz de através dele os irmãos somarem seus níveis entre si e usufruírem do mesmo poder de forma igual enquanto a ligação durar.

 

Obs.: O elo é formado através do mais simples toque entre os irmãos e filhos de Ceuci, tal ligação não pode ser quebrada mas pode ser desfeita pelos próprios irmãos que disserem (juntos ou de forma separada) "a constelação está desfeita". E assim como em uma constelação não há número máximo para estrelas que possam pertencer a ela, esse elo pode ser feito por vários irmãos ao mesmo tempo.


 

Visão Espacial

 

A principal (e possivelmente única) morada de todas as estrelas é o céu que as comporta em todo o seu espaço. Focado nisso, há quem diga que as estrelas costumam vigiar os humanos de sua morada, algumas por curiosidade, outras por diversão, tédio, ou qualquer outro motivo.

 

Níveis 1-10: Os filhos de Ceuci têm uma visão de 360° de forma natural, o que o deixa apto a não sofrer ataques surpresa de maneira tão fácil e além disto os mesmos são capaz de ter uma visão aérea de uma área comparada a de vários bairros, conseguindo ver tudo como se estivesse sobrevoando o lugar.

 

Níveis 11-25: O campo de visão da estrela chega a um nível de visualizar toda uma cidade.

 

Níveis 26-35: A visão da prole cobre uma área de várias cidades com sua visão.

 

Níveis 36-50: Com sua visão a prole é capaz de enxergar tudo em uma área comparada a de um estado inteiro.

 

Níveis 51-100: A "estrela" tem uma visão que cobre a área de vários estados.

 

Níveis 101-150: O campo de visão aéreo do filho de Ceuci se compara a de uma região inteira.

 

Níveis 151-200: A visão da prole já é capaz de enxergar de modo aéreo o espaço de todo um país pequeno.


 

O Canto das Estrelas

 

Contos afirmam que as estrelas enquanto juntas no céu, não só observam os humanos mas também cantam juntas como uma forma de confraternização entre si, o filho de Ceuci como uma "estrela" acaba ganhando capacidades vocais associados ao seu canto.

 

Níveis 1-30: Ao começar a cantar, o semideus é capaz de chamar todas as atenções daqueles que ouvirem sua voz pra si. 

 

Níveis 31-60: Agora além de chamar a atenção dos que escutam sua voz enquanto canta, este será capaz de fixar a atenção dos outros nele.

 

Níveis 61-90: O seu canto ocasiona admiração a aqueles que escutam.

 

Níveis 91-120: Seu canto causa agora paralisia a aqueles que escutam.

 

Níveis 121-150: Seu canto possui agora uma propriedade sonífera que vai fazendo aquele que escuta ir ficando cada vez mais sonolento até que enfim ele durma.


 

Mapa Estelar

 

Navegadores costumavam e costumam usar as estrelas como base para se localizarem, e bem, quem melhor para se localizar através das estrelas do que um filho de uma estrela.

 

Nível 1: Além do fato da visão da "estrela" ser bem apurado, durante a noite a prole de Ceuci é capaz de se guiar através de suas irmãs que habitam o céu, ou seja, as estrelas que iluminam a noite dos céus, sendo assim o mesmo é praticamente impossível de se perder, pelo menos durante a noite a céu aberto.


 

O sorrateiro

 

Ceuci quando ainda humana tratou de ir sorrateiramente até a reunião dos homens da tribo saber o que seu filho dizia e ninguém foi capaz de percebe-la até o momento de sua morte.

 

Níveis 1-50: Os filhos de Ceuci são um tanto sorrateiros que chegam a parecer furtivos, contudo é apenas a maneira deles que herdaram esse traço de sua mãe. Os mesmos não fazem barulho enquanto caminham de jeito nenhum, parecendo que eles estão flutuando o tempo todo.

 

Níveis 51-100: Agora nem mesmo o calor corpóreo da prole consegue ser captado por terceiros. 

 

Níveis 101-150: A aura do semideus agora também não pode ser sentida.

 

Níveis 151-200: A presença do filho de Ceuci não pode ser sentida e sim apenas vista.


 

Familiarização pelas matas

 

Nível 1: Como filho da deusa protetora das lavouras, o semideus terá grande afinidade com as plantas e as matas em si, nunca se perdendo nas florestas, fora que ele ainda é capaz de conversar com a vida vegetal e animal e entendê-los com clareza.


 

Estrela protetora

 

Há lendas, contos, narrativas escritas em livros os passadas por gerações que dizem que cada um de nós possuí uma aliada para todas as horas, uma estrela na qual podemos contar sempre, uma estrela que nos guia e protege a todo momento. Os filhos de Ceuci, como descendentes de uma mulher que virou uma estrela tem como companheira uma estrela própria com consciência e sua própria inteligência que pode servir de grande ajuda para a prole quando ela precisar.

 

Níveis 1-30: Em casos de ataques surpresa ou se a prole vir a chamar sua estrela, a mesma surgirá diante deste como um grande foco de luz, tal estrela ao surgir cobre o filho de Ceuci com uma barreira feita de sua própria essência celeste que concede ao semideus uma proteção contra ataques físicos comuns como socos e chutes, a qual absorve impactos capazes de destruir várias casas.

 

Níveis 31-60: A estrela agora protege o semideus de ataques físicos mais "fatais" como ataques envolvendo lâminas comuns, flechas, ou até mesmo balas de uma arma comum.

 

Níveis 61-90: A estrela é capaz de proteger o semideus de até mesmo ataques elementais agora, enquanto este estiver coberto pela proteção de sua estrela.

 

Níveis 91-120: Agora, por ser uma barreira feita da essência de uma estrela, um astro que sempre está brilhando intensamente, a proteção sobre a prole a protege de ataques umbracinéticos, ou seja, que façam uso de sombras.

 

Níveis 121-150: Nesse nível, a barreira da estrela não é capaz de ser atravessada nem mesmo por ataques de pura energia, pois ao se chocar contra a barreira os mesmos serão simplesmente refletidos de volta para sua origem.


 

Amiga da Natureza

 

Ceuci quando foi levada para o céu foi transformada nas Plêiades que para os indígenas indica a época certa da colheita das frutas maduras, da caça e da pesca, por tal motivo, os filhos desta divindade possuem a capacidade de se comunicar tanto com a vida vegetal e a vida animal das florestas e as entender com plena perfeição.

 

Níveis 1-10: Inicialmente a prole é capaz de se comunicar com as plantas e insetos de modo a conseguir informações com essas formas de vida.

 

Níveis 11-25: O semideus agora se torna capaz de comunicar-se e ainda por cima pedir pequenos favores a todo e qualquer animal mamífero da floresta.

 

Níveis 26-35: Agora o filho de Ceuci é capaz de se comunicar até mesmo com os anfíbios.

 

Níveis 36-50: Os animais com que o semideus é capaz de se comunicar são os répteis.

 

Níveis 51-100: A prole de Ceuci é capaz de se comunicar agora até mesmo com os peixes.

 

Níveis 101-150: A prole é capaz de se comunicar agora com as aves.

 

Níveis 151-200: Em seu ápice o filho de Ceuci é capaz não só de se comunicar com essas espécies de vida da floresta ou pedir favores, mas também se torna capaz de ordená-los de fato a fazer certos trabalhos para si, além de conseguir invocá-los sempre que precisar.



Habilidades Ativas



 

Manipulação da Luz

 

As estrelas são fontes de luz própria e que iluminam a noite, mas além destas a maior estrela de todas ilumina o dia. Como filhos de uma estrela os semideuses conseguem manipular a luz.

 

Níveis 1-10: A prole inicialmente não consegue gerar luz, precisando ter uma fonte desta para manipulá-la. Possui um controle básico da luz, conseguindo manipular de uma área equivalente a uma fua.

 

Níveis 11-25: A prole consegue agora com seu controle sobre a luz lançar rajadas desta e fazer esferas de tamanhos variados para usar em combate e para as mais diversas finalidades, ainda necessitando de um ponto de luz para controlar esta, mas agora o seu controle se espalha por ruas.

 

Níveis 26-35: O semideus agora é capaz de gerar sua própria luz e com isso ele já consegue criar construtos maiores como espadas, lanças, arcos, escudos etc, e sua luz agora se espalha na área de um bairro.

 

Níveis 36-50: O filho de Ceuci agora é capaz de manipular a luz em médias porções e usar dela com maior facilidade, conseguindo moldar esta a sua vontade para construir barreiras de proteção, paredões de luz, e ainda disparar rajadas potentes desta e afins. Sua manipulação afeta uma área de bairros.

 

Níveis 51-100: O filho de Ceuci agora é capaz de com sua luz revestir-se como se fizesse uma segunda pele que o protegerá tendo a resistência do aço, ou ainda pode moldar em algo