wp2307775_edited.jpg

EXPLICAÇÃO

Por vários anos os semi-deuses viviam separados em lugares denominados de "Campus Divinos" isso desde o período medieval, onde divindades de inúmeros panteões abrigavam seus filhos nesses lugares que eram abrigos enormes e cheios de proteção, eventualmente devido a várias confusões e com o passar dos anos esses lugares sofreram inúmeras mudanças até mesmo nos dias de hoje. O que antes eram vários Acampamentos espalhados pelo mundo, agora se transformou em um enorme País e com construções mais complexas e espalhadas por toda Supernova. Devido a um acordo entre os Imperadores e Biden toda a infraestrutura dos Campus se alterou não havendo mais Acampamentos e sim Estados, neste enorme e novo país, que agora no planeta se localiza em um pedaço de terra criado pelos deuses para os semideuses viverem — vale ressaltar que antes não existia e agora existe — sendo este continente independente localizado atrás das Américas, em específico no Oceano Pacífico — A algumas construções que conectam ambos os continentes, embora seja mais recomendado o uso de Helicópteros.

LOCALIZAÇÃO DE SUPERNOVA 

O território que os semi-deuses vivem acabou ganhando o nome de "Supernova" e foi reconhecido por 120 países como uma nação soberana, se tornando a "República Federal de Supernova". E embora as negociações estejam em andamento com as nações mundiais remanescentes, algumas rejeitaram o reconhecimento. Nações que rejeitaram o reconhecimento de Supernova serão consideradas naturalmente adversárias, sendo elas : Brasil, Rússia, Irã, Coreia do Norte, Venezuela, Cuba, Zimbabue, Quênia e Arábia Saudita.

continentes.jpg

MAPA DO PAÍS DE SUPERNOVA

Antigamente os Campus Divinos se dividiam em várias partes do mundo, após um tempo esses acampamentos foram fechados e todos foram para um único acampamento. Ocorrendo algumas confusões as mitologias foram obrigadas a se separarem, Demiurgo então simplesmente resolveu estender a área aonde os semi-deuses viviam ao tamanho de um continente e também ocultar esse continente do mundo externo, sendo visível e acessível apenas para semi-deuses, Demiurgo transferiu os antigos Campus Divinos abandonados para cada parte do novo território. Após os semi-deuses entrarem em conflito com Demiurgo, a ocultação desapareceu e o território ficou exposto para o resto do mundo se tornando um país. 

MAPA.png
ba871dec-2091-40da-b69b-991666331187_edi

             ESTADO DE ELLADANÉA

Capital, Citéron: A cidade central da democracia Elladaniense, a mesma possuí um grande peso em todo o estado sendo onde toda a parte burocrática se desenvolve. Mesmo sendo a menor entre as demais cidades, Citéron é ainda belíssima com diversas construções que muitas vezes seguem o padrão grego feitos de mármore em um tom quase branco, estátuas de divindades marcantes e icônicas espalhadas por todo o seu território de forma minuciosamente calculada, fontes que jorram águas cristalinas embelezam ainda mais a localidade que é cercada de uma vegetação rica e variada de árvores frutíferas e jardins de flores multicoloridas o que dá a localidade um aspecto de paraíso no estilo Ateniense antigo.
 

Cidadela Primeva, Proélefsi: A cidadela onde os semi primordiais habitam, constroem e trabalham, suas construções são modernas e mais elaboradas, na maioria das vezes em tons escuros sendo que vez ou outra cores mais vibrantes e claras também são perceptíveis nas construções daquela região. Ali é onde as artes predominam, teatros, anfiteatros, museus de diversas vertentes, tudo isso pode ser encontrado em abundância naquela cidade. 
 

Cidade Titânica, Óthrysia: A morada dos semi titãs, ou ainda podendo ser conhecida como a cidade de maior concentração tecnológica de toda a Elladanéa. Todo ambiente em si possuí um aspecto um tanto quanto futuristico quase como se fosse uma espécie de New York construída pelas mentes brilhantes e braços fortes dos semi titãs, as luzes que dali emanam podem ser vistas a quilômetros de distância por quase toda a Elladanéa. 
 

Cidade Romana, Noværoma: A morada dos descendentes do panteão Romano, a cidade faz bastante referência a divindades romanas como a antiga rainha pagã Eternidade que tem uma estátua sua feita em mármore bem ao centro da cidade. Arenas fechadas — que são resistentes o bastante para conter o uso de poderes extrondosos assim como possuem a capacidade de auto concerto — e campos de treinamentos ao ar livre existem em vários pontos da cidade, estes que são abertos aos cidadãos para uso, mas não somente isso pois a cidade também se mostra ser recheada de construções magníficas e bem estruturadas para os moradores e visitantes daquelas terras. 
 

Cidade Olimpiana, Ágoneikós: Ali é onde se concentra toda a "magia" envolvendo a mitologia do panteão além de ser a cidade na qual os filhos das divindades olimpianas e deuses menores fazem morada. Apesar das construções, desde as mais simples casas à prédios — sem contar que é de onde toda a energia elétrica do estado se origina de modo praticamente ilimitado —, nas florestas que rodeiam Ágoneikós criaturas como ninfas, sátiros e outros tipos de seres dóceis e alguns um pouco mais ariscos vagueiam e muitas vezes também interagem com os moradores daquelas terras e seus visitantes dando um mix entre duas realidades que até então pareciam não estar nem perto de estarem juntas.

           ESTADO DE PANDEMÔNIO

O Estado está localizado próximo a Isokan, sendo um dos maiores em questão de território geográfico e população dentre todos os outros. As noites são mais brilhantes, e até mesmo em outros estados é possível enxergar a quantidade de estrelas que iluminam o céu de Pandemônio durante a noite. O clima é relativamente comum, por mais que às vezes esteja mais quente que o normal. Por todo o estado, no subsolo, as cidade são conectadas por linhas de ley — literalmente fios invisíveis e mágicos, que quando se chocam são chamados de convergências, quando apenas dois fios se chocam, é chamado de junção —, inclusive, as cidades foram construídas em cima de junções. Conseguem se teletransportar para outra cidade através destas linhas, ou sinalizar reuniões, emergências, etcetera. Todo o estado possui diversas “pedras matrizes” o cercando, servindo como fonte de energia elétrica para as cidades, canalizando a própria energia que há no solo.
 

Capital, Velaris; Conhecida dentro de Pandemônio como a cidade da Luz Estelar, é a capital do estado, onde fica concentrado a maior parte da população demoníaca. Dentro de Velaris, está localizado o Central — local em que os campistas se encontram com pessoas de outros acampamentos, tendo um grande mercado, polo cultural e o restaurante da gula. A cidade possui a capacidade de, caso um dia necessário, se separar do restante do estado e adentrar o subsolo, como um meio de “proteção”. Além de ser a cidade mais bela, é um local de extrema paz e também lar dos mais importantes do estado, possuindo diversos castelos.
 

Cidade Guerreira, Autem; Onde os mais destemidos e corajosos guerreiros constroem seu lar, onde a maior parte dos cidadãos são filhos de anjos caídos. Também chamado como a Cidade dos Pesadelos — devido a seus princípios violentos e natureza guerreira — está espalhado por ela diversos arsenais dos mais variados tipos de armas, arenas e salões de batalha. Há um portal que interliga o inferno cristão com Autem. 
 

Cidade Turística, Libidine; Sendo famosa pela vida noturna vibrante, com cassinos 24 horas e outras opções de entretenimento. É o local onde mais se concentra as diversas boates, gerando o título de Cidade do Pecado, ou Luxúria. A população americana está mais presente nesta cidade, por possuir um aspecto mais parecido com Las Vegas; cheio de hotéis com festas, bebidas e comidas excêntricas, sendo a principal fonte de renda do estado. Todas as despedidas de solteiros são melhores na cidade do pecado!
 

Cidade Universitária, Cupiditas; Os filhos de Samhain, Asmodeus, e outros deuses e demônios relacionados a magia passam sua maior parte de tempo. É a cidade conhecida como a Cidade Mágica, por ser a mais mística, pois coincidentemente, todas as linhas de ley se chocam abaixo desta, gerando uma convergência. E além disso, há uma pedra matriz, tornando o local imbuído em pura magia. Há diversos laboratórios, bibliotecas, salões de rituais, entre outros. Mesmo seus habitantes possuindo grande força demoníaca, são a maior porte responsáveis pelos estudos do estado, onde se reúnem os mais inteligentes. A maior parte dos hospitais está concentrada no polo hospitalar, presente no centro da cidade, atendendo todas as outras. Possui cavernas subterrâneas, cheias de Lagos onde as Linhas de Ley interagem com mais facilidade, dando luminosidade a água: usada para poções e feitiços. Possui um “polo” mágico, onde se encontra diversos objetos, livros e poções. Está maior parte tecnológica está concentrada em Cupiditas. 
 

Cidade Prisão, Violentiam; Uma enorme montanha na parte mais distante, estando ao extremo norte do estado. Protegida por um véu que a torna invisível, estão os criminosos mais desprezíveis e perigosos do estado e de outros. É a cidade mais gelada, e a única estéril, cercada por água e pedras. Diversas proteções cercam a montanha, impedindo que qualquer um chegue até está através de seus poderes — ao primeiro contato, a própria cidade inibe os poderes dos seres, os devolvendo após a saída. Como resultado, qualquer um que deseja visitar deve caminhar até. Uma vez dado a sentença, o prisioneiro passa pelos portões da cidade, ficando preso eternamente nesta, até sua sentença ser desfeita ou finalizada. Apenas o líder pode desfazer ou finalizar. Seres feitos por sombras de pensamento, que apenas emergem na hora de dar comida ou para lidar com prisioneiros inquietos, a Prisão é a própria lei e o sangue do governador a chave dos portões. Apenas com a energia do próprio comandante do estado, pode visitar a cidade sem ter seus poderes bloqueados.

             ESTADO DE ARABOTH

Mujtamae: A cidade principal para os árabes do acampamento, sendo reformulada o local é cheio de monumentos representativos da religião.
 

Jame: Capital da Zona Persa do ESTADO, a mesma conta com diversos monumentos com a imagem e semelhança dos deuses do Panteão, sendo bastante atrativa para visitantes.
 

Chevrah: A cidade cristã é a maior área do Estado, sendo atualmente a capital graças ao líder Monoteísta a cidade não é tão chamativa presando por poucos prédios e muitas casas, contendo várias igrejas por suas ruas.
 

Religare: A cidade neutra do Estado, lugar perfeito para usufruir do pouco de tudo entre as religiões com vários pontos turísticos e hotéis para turistas se hospedarem, também é um ótimo ponto de encontro já que fica no centro do Estado

2348f53e-d44e-4d85-9a89-37f31ff3c507.jpg

            ESTADO DE NOVA UTGARD

O clima por todo o estado é extremamente frio, sendo acompanhado por uma eterna nevasca que pinta de branco praticamente toda a área deste. Nas cidades do estado existem várias matrizes mágicas, aonde o conjunto de runas formam portais que transportam seres e coisas entre as cidades do estado. A área do estado é recheada de fiordes, cadeias de montanhas, planícies e grandiosas florestas. O estado é separado dos demais por um grande mar.


Capital, Glæsisvellir; A capital é onde os grandes guerreiros nórdicos habitam. Ela existe entre as grandes montanhas gélidas, sendo afastada de tudo e todos, o que fica evidente na falta de tecnologia do local, não possuindo sequer estações de distribuição de energia. Em contrapartida, suas construções ressaltam bem a população predominante na cidade, sendo composta em sua maioria por arsenais, arenas, salões de guerra, juizados e coisas do gênero. A cidade é envolvida por um rio eterno com grandes capacidades regenerativas, o qual se propaga como uma nascente, até alcançar as partes baixas das montanhas, aonde perde sua propriedade curativa. Além disso, existem várias pontes que atravessam partes da montanha e levam até os portões da cidade.
 

Cidade Operária, Himinbjorg; Diferente da capital é uma cidade extremamente bem desenvolvida, possuindo grandiosas construções e tecnologia que acompanha a grandiosidade destes. É um dos lugares aonde ciência e magia se cruzam e criam grandes coisas, afinal é lá aonde os anões vivem. Não possui nada que seja necessário se atentar, os anões são quietos, sempre voltados aos seus inventos e itens que criam, sendo os criadores de muitos itens encontrados nas lojas. O local é marcado pelas suas construções únicas, carregadas de tecnologia e magia, mas possuindo grandiosas forjas para os anões. A cidade existe a algumas dezenas de quilômetros de distância da cadeia de montanhas que abriga a capital. São uma das fontes da economia de todo o estado.
 

Cidade Rural, Járnviðr; É um local pacífico, sendo um dos poucos locais aonde os descendentes dos Deuses Vanïr decidem ficar. Possui tecnologia básica, como distribuição de água ou mesmo rede de eletricidade, mas não abandonando suas características rurais e pacíficas. Possui instalações básicas, além dos seus grandiosos campos planos férteis. São responsáveis por grande parte da distribuição alimentícia de todo o estado, seja por seus frutos magicamente melhorados ou suas carnes vigorosas.
 

Cidade Escondida, Thrymheim; É uma cidade habitada pelos elfos nórdicos, sejam eles sombrios ou os comuns. Reside dentro de uma grandiosa floresta escura, aonde pequenos galhos de Yggdrasil existem. No interior destes galhos foram criados espaços distorcidos, aumentando o espaço no interior destes e ali sendo construída uma grandiosa cidade. Diferente das demais, essa é uma cidade oculta aos não-nórdicos, apesar dos eslavos e celtas também conseguirem sentir sua localização intuitivamente uma vez que adentram a floresta escura. É uma cidade sem tecnologia, mas compensando isso com a magia intensa que exala por todo o seu interior pelas galhas da "Grande Árvore' sendo que essa magia formulou todos os sistemas que substituíram a tecnologia. Algo que deve ser lembrado é que mesmo caso estrangeiros sejam levados até ela uma vez, ainda serão incapazes de refazer este caminho sozinhos caso desejem encontra-la.

501eb4a7-f4c5-406a-8451-d4de854bb719.jpg

             ESTADO DE FLORÁSIA

O estado é cercado por uma floresta mística, tendo no entorno desta 128 marcas do mapa Ba Guá desenhadas sobre o solo, o clima predominante na Florásia é a umida e fria, repleta de uma fauna e flora e materiais abundantes, em uma área pequena e isolada do Vale Tao, existe uma lagoa com propriedade curativas extensas e mágicas onde somente o s monges budistas e sacerdotes taoístas tem acesso

As plataformas de acesso só funcionam sendo utilizadas por pertencentes da Florásia, ou por seres autorizados pelo líder, conselheiro e grande mestre do estado, sendo este o único meio verdadeiro de acesso. Qualquer outro tipo de tentativa resultará no ser parando dentro da floresta mística que além de ser capaz de consumir as energias, consciências e sentidos do ser, possuí um encantamento provindo dos primeiros druídas que a torna infinita. 
 

Nova Tokyo. A capital do estado, tendo os Japoneses e Coreanos como responsáveis. Uma cidade futurista dotada do melhor que a tecnologia pode oferecer, além de ser a responsável pela área industrial e alimentícia pode também lhe proporcionar todos os benefícios de uma cidade central como por exemplo bares, cassinos, boates, praça de alimentação a nível fast food e etc, sendo uma cidade repleta de lu