O REI DOS CAVALEIROS

       HISTÓRIA        

O Rei Arthur Pendragon foi um lendário líder britânico, além de ser conhecido como o Rei dos Cavaleiros, Rei da Grã-Bretanha e portador legítimo da espada Excalibur, sendo ele o criador do código dos cavaleiros e considerado um dos homens mais honrados que já existiu. O contexto histórico escasso sobre Arthur foi construído a partir de várias fontes, incluindo o Annales Cambriae, a Historia Brittonum e os escritos de Gildas. O nome de Arthur também é citado em poesias medievais, como a de Y Gododdin.

Arthur é uma figura central das lendas classificadas atualmente como Matéria da Bretanha. O lendário Rei Arthur começou a despertar grande interesse internacional através da popularidade da crônica fantástica e imaginativa Historia Regum Britanniae (História dos Reis da Bretanha), composta pelo clérigo galês Godofredo de Monmouth. Em alguns contos e poemas galeses-bretões que datam antes desse trabalho, Arthur aparece tanto como um grande guerreiro defendendo a Bretanha de inimigos humanos e sobrenaturais, quanto como uma figura mágica folclórica, algumas vezes associado com o Annwn. É desconhecido se a crônica de Godofredo (completa em 1138) é de autoria própria ou influenciada por outras fontes.

Embora os temas, eventos e personagens das lendas Arturianas variem significativamente entre os mais diversos textos, e não existir uma versão canônica, a versão de Godofredo foi a que geralmente serviu como ponto de partida para as histórias posteriores. O clérigo galês retratou Arthur como um rei da Bretanha que derrotou os saxões e estabeleceu um império na Bretanha, Irlanda, Islândia, Noruega e Gália. Muitos elementos e incidentes que agora integram parte da lenda Arturiana aparecem na Historia de Godofredo, incluindo o pai de Arthur, Uther Pendragon, o grande Merlin, a espada Excalibur, a concepção de Artur no Castelo de Tintagel, sua batalha final contra Mordred em Camlann e o seu descanso final em Avalon.

     filhos de rei arthur      

Aparência: Os filhos do grande Rei possuem de maneira obrigatória olhos claros como as límpidas águas do lago e cabelos variantes nos mais diversos tons de dourado como o sol da alvorada, tal e qual seu pai. Seu físico é comumente avantajado e elogiado em todos os círculos sociais em que se encontra.
 

Personalidade: Obrigatoriamente os filhos de Pendragon são justos e leais, sempre seguindo fielmente seus ideais e protegendo seus entes queridos. Quando posto como o líder de algo, tende a se preocupar ativamente com aqueles que lidera, em dados momentos até mais do que consigo mesmo.

         HABILIDADES       

Habilidades Passivas


 

Velocidade Mística


 

Mesmo sendo um humano Arthur Pendragon foi capaz de feitos lendários com uma velocidade extremamente elevada, e assim serão seus filhos, que herdarão isso dele.

 

Nível 1-10: Inicialmente sua velocidade é de 1100km/h.

 

Nível 11-25: A partir deste nível alcançam a velocidade de 2200km/h.

 

Nível 26-35: Passam a alcançar uma velocidade de 3300km/h.

 

Nível 36-50: Possuem uma velocidade de 4400km/h.

 

Nível 51-99: Possuem uma velocidade de 5500km/h.

 

Nível 100-150: Atingem uma velocidade de 6600km/h.

 

Nível 151-200: Próximos ao ápice de seus poderes possuem uma velocidade de 7700km/h.

 

Nível 201-250: Passam a atingir uma velocidade de 8800km/h.

 

Nível 251-300: Em seu ápice atingem uma velocidade de 9900km/h.


 

Treinamento de Cavaleiro


 

Durante a Idade Média apenas os mais nobres se tornavam verdadeiros cavaleiros, algo jamais ligado aos plebeus, e dentre esses motivos está o treinamento intenso. Plebeus não poderiam ser cavaleiros simplesmente por não terem tempo para tal já que precisavam trabalhar e o treino era integral. O filho de Arthur há de fazer esse treinamento, e assim, obter os resultados.

 

Nível 1-10: Para começar um cavaleiro precisa estar sempre atento, saber tudo que acontece ao seu redor. Desse modo, seus cinco sentidos serão muito mais apurados que a de um humano comum, podendo perceber coisas a até 2km de distância.

 

Nível 11-25: Além de ter os cinco sentidos avançados, também possui o chamado sexto sentido, conhecido como instinto. Poderá reagir a golpes que não pode ver ou saber sobre sem nem entender ao certo, sentir intenções, coisas do tipo, como um animal.

 

Nível 26-35: Agora o cavaleiro tem controle completo e sincronizado de mente-músculo. Os efeitos resultantes desse poder são o equilíbrio perfeito, coordenação motora perfeita, reflexos muito avançados, pontaria exemplar, etc. Sendo assim, extremamente hábil e versátil no combate armado e desarmado, incomparável dentre todos os parentescos.

 

Nível 36-50: Seu conhecimento sobre o funcionamento do corpo humano para de ajudar apenas internamente, como agora também o fará, externamente. Observando seus oponentes com muita atenção poderá vir a deduzir, e assim, antever o que virão a fazer apenas através de leitura corporal e muscular.

 

Nível 51-100: Sua capacidade motora e marcial evolui ainda mais, e agora, prever seus movimentos se torna impossível para seres de poder menor ou igual, tal qual leituras musculares se mostram consideravelmente mais difíceis. 

 

Nível 101-150: Um cavaleiro deve ser imparável, não importa a situação ou os problemas. Assim você se torna extremamente resistente as habilidades que visem debilitar sua movimentação e suas ações, recebendo apenas 25% dos efeitos totais destas.

 

Nível 151-200: Como um combatente, mesmo que seja extremamente veloz correndo, seu foco é no duelo, na arena. Assim, sua velocidade de combate (ação e reação) é muito maior que sua velocidade padrão, chegando a ser 50% superior a sua velocidade base.


 

Integridade Santificadora


 

Arthur Pendragon foi um homem extremamente íntegro e focado, seguindo seus ideais acima de tudo e jamais se corrompendo pelo Mundo. Seus filhos hão de ser assim, firmes como rochas, jamais titubeando.

 

Nível 01: Os Pendragon que descendem de Arthur possuem um coração puro e extremamente nobre, essa pureza é única e acima de tudo, incorruptível. Graças a isto, as proles de Arthur demonstram uma grande proteção contra habilidades ou ataques que buscam corromper seu ser mental ou espiritualmente, ou seja, fazer com que ajam contra sua própria vontade, então essas proles também possuem um forte controle sobre seus próprios sentimentos e emoções, dificilmente sendo afetado por controle deles por parte de outrem, assim como resistência a manipulação da vontade, autoridade, persuasão, possessão, etc. O funcionamento neste nível lhes permite ignorar os efeitos supracitados caso tenham vindo de seres de nível próximo – Até 30 Níveis a Mais – ou menor.

 

Nível 200: A partir desse nível, o filho do grande é imune a esses ditos poderes corruptivos, que tentarão fazer com que o cavaleiro aja contra seus próprios desígnios e princípios, nesse nível nem mesmo controles que visem afetar a sanidade mental do cavaleiro funcionarão contra estes, até mesmo resistindo ao caos que vise lhe corromper. Para romper tal imunidade é necessário possuir ao menos cem níveis a mais que a prole do Rei ou simplesmente um poder consideravelmente superior ao deste, afinal conseguirão resistir até mesmo a quebra dê imunidade.


 

Presente Faérico


 

Logo no início de sua aventura Arthur recebeu um presente das fadas, uma bainha mágica para que tivesse onde colocar sua espada. As lendas dizem que, enquanto tivesse a bainha, Pendragon era basicamente invencível, pois ferimento nenhum nele sangrava ou se tornava grave, e ele era capaz de lutar qualquer duelo eternamente, até que vencesse. Você receberá este presente e poderá usar dele para alcançar suas vitórias.

 

Nível 1-10: De mesmo modo como a espada da prole de Arthur está em sua alma e pode ser chamada, assim também será a bainha. Caso ele queira, poderá manifestá-la em sua cintura para guardar sua espada (nesse caso ela é sempre um pouco mais resistente que a respectiva espada), caso contrário, ela permanecerá oculta lhe concedendo os poderes. De início o filho de Arthur ganha uma regeneração acima da média, sendo capaz de curar ferimentos leves com facilidade, como cortes superficiais, torções, luxações, etc.

 

Nível 11-25: Agora a regeneração aumenta, sendo capaz de curar ferimentos mais profundos que o filho de Arthur possa vir a ter, como perfurações em áreas não vitais, ossos trincados. Ao mesmo tempo, ele ganha uma imensa resistência a dores, não sendo afetado ou atrapalhado por ela.

 

Nível 26-35: A regeneração continua a melhorar, sendo capaz de regenerar ferimentos graves que normalmente poderiam demorar semanas para serem curados, como por exemplo ossos quebrados, cortes graves. Ao mesmo tempo, a prole de Arthur ganha uma imensa resistência a venenos, doenças, e semelhantes. Na prática a bainha impede que "elementos estranhos" interfiram no organismo de Pendragon, enfraquecendo-os imediatamente (como um veneno, uma bactéria, vírus) e também garante que, dentro dos padrões, o corpo de Pendragon funcione perfeitamente, não deixando que aconteçam "auto-sabotagens" (como câncer, que advém da má replicação de células, ou inflamações, etc), lhe concedendo alta resistência contra estes.

 

Nível 36-50: Já pode se regenerar de pequenas amputações, como perder uma mão ou algo do gênero bastando colocar o membro cortado no local de volta, e a prole de Arthur a partir daqui não mais sangrará. Não importa o quão profundo e grave seja o ferimento, o sangue continuará dentro do corpo, em circulação, impedindo que morra ou seja prejudicado por hemorragia.

 

Nível 51-99: O poder curativo continua a evoluir, e agora, pode regenerar amputações graves, como perder um braço ou uma perna, bastando colocar o membro cortado no local de volta. Também poderá regenerar órgãos não-vitais que foram destruídos em poucos minutos como olhos, baço, estômago e etc.

 

Nível 100-150: A regeneração melhora mais uma vez, e agora, poderá regenerar a maioria de seus órgãos vitais em alguns minutos, mas não incluindo coração e cérebro. Sua regeneração não mais poderá ser inibida facilmente, permanecendo enquanto a alma da prole continuar intacta.

 

Nível 151-200: A parte mínima para regeneração se torna ainda melhor, sendo possível se regenerar de possíveis danos listados em nivelações anteriores em poucos segundos, mas agora também sendo possível regenerar do zero membros que foram desintegrados. 

 

Nível 201-250: Apartir de agora, suas capacidades regenerativas atingem níveis divinos, sendo possível regenerar seu corpo totalmente desde que seu coração permaneça inteiro, contudo, caso seu cérebro seja destruído entrarão em um coma que pode ou não ser longo.

 

Nível 251-300: No ápice dos campistas o poderio regenerativo concedido pela bainha é monstruoso, o que permite duas vezes por evento resistir aos efeitos do apagamento existencial, contudo, após isso ficarão dez rodadas sem acessar os poderes da bainha. Vale ressaltar que dependendo do grau de poder do usuário do apagamento pode ocorrer que parte do corpo da cria de Arthur fique destruído, e como não possuirá sua bainha por dez rodadas precisará de ajuda para se curar. 


 

Líder Supremo


 

Arthur foi um dos maiores reis da história da humanidade, talvez o maior, um líder nato e absoluto. Um líder não só aflora suas capacidades no meio dos seus como extrai o melhor de cada um de seus aliados, os motivando a serem o máximo de si. Assim será você, liderando o campo de batalha. Essa passiva apenas se ativa caso você esteja em três ou mais, ou seja, no mínimo você e mais dois.

 

Nível 1-50: Ao lutar em grupo, seus aliados estarão extremamente motivados, assim, habilidades que envolvam desmoralização, de todo tipo, envolvendo qualquer meio, tem efeito consideravelmente reduzido, embora não totalmente.

 

Nível 51-100: Lutando em grupo seus atributos são imensamente aumentados, pois se sentem motivados e mais capazes. Seus aliados recebem o up de 50%, enquanto você, de 25%.

 

Nível 101-150: Quando em grupo sua presença como líder se torna avassaladora, e a própria natureza reage a sua autoridade. Tempestades se formarão, ventanias, terremotos, todo tipo de fenômeno natural irá surgir. Lembrando que os efeitos negativos desses fenômenos apenas afetam seus inimigos, enquanto os positivos, apenas seus aliados. Vale ressaltar também que você não tem controle sobre esses fenômenos, eles surgem por sua causa, mas cabe a sua estratégia conseguir fazer uso deles sem poder controla-los.

 

Nível 151-200: Sua presença como líder é inspiradora e revigorante, estimulante por assim dizer. Então desde que estejam em grupo, habilidades ativas de cura que tenham como alvo você ou seus aliados tem um grande incremento.

 

Nìvel 251-300: Chegando no seu ápice como líder, agora você pode, 2x por evento, conceder um uso extra de uma habilidade restrita para um aliado. Exemplo, caso ele possa manipular a realidade apenas 2x por evento, agora poderá três.


 

Bênção das fadas


 

Arthur sempre foi amigo das fadas e de Avalon, recebendo constantemente delas presentes e bênçãos, pois é tradição que os heróis recebam ajudas das fadas para vencerem o mal. Você como filho dele também está predestinado de ser um grande herói, e assim, receberá a bênção das fadas.

 

Nível 1-30: A primeira a te abençoar é Áine, fada do sol e do verão. Enquanto estiver de dia, ensolarado, o Filho de Arthur terá suas habilidades diretamente relacionadas a luz melhoradas em 20%, pois o sol te alimentará.

 

Nível 31-60: A bênção continua a evoluir, e agora o aprimoramento é de 30% caso em direto contato com a luz do sol. 

 

Nível 61-90: O poder de Áine em você alcança o máximo, e agora suas habilidades diretamente relacionada s a luz são 40% aumentadas quando em contato direto com a luz soltar. Além disso passa a poder utiliza-las sem fazer movimentos quando nessas condições, apenas com seu pensamento.

 

Nível 91-120: As plantas comuns passam a ser aliadas suas, como são das fadas. Passa a poder conversar com elas, tendo como principal uso pedir informações.

 

Nível 121-150: A habilidade passa a interagir com plantas mágicas também, e agora pode até mesmo solicitar auxílio de modo mais direto, como que intervenham no combate ou semelhante.

 

Nível 151-200: Nimue, a Dama do Lago, passa a garantir que o clima esteja ao seu lado. Sendo assim sofrerá poucos efeitos negativos advindos do clima, como uma espécie de resistência, porém de modo super específico, ou seja, caso alguém jogue um raio em você, essa passiva não faz nada, mas caso o raio venha de uma nuvem no céu, receberá menos dano. E assim por diante.

 

Nível 201-250: Sua energia se torna selvagem e mágica, como das fadas, e assim é consideravelmente difícil para terceiros manipula-la. Pode retardar em um turno habilidades ou poderes que visem manipular sua energia.

 

Nível 251-300: Gloriana da a ti parte de seu poder, ganhando uma certa resistência contra o maior poder das fadas: manipulação da natureza. Assim sendo poderá resistir a custo de esforço e danos físicos à efeitos de manipulação da natureza adiando seus efeitos em 2 turnos. 


 

Portador da Espada


 

Indubitavelmente a parte mais marcante dos mitos de Arthur é sua espada, seja Caliburn ou Excalibur. De fato são espadas formidáveis, e além de possuírem suas próprias capacidades também concedem a aquele que as empunhar capacidades incríveis. Sendo assim o filho de Arthur terá acesso a essa passiva apenas se tiver sua espada em sua mão, a empunhando, e esta lhe concederá os poderes.


Nível 31-60: O portador da espada é uma pessoa abençoada pela luz, assim, caso necessário, poderá iluminar locais, como uma espécie de lâmpada mística. Porém apenas aliados poderão ver a luz que emana de você, inimigos não.

 

Nível 61-90: O portador da espada passa a ter uma telepatia passiva, podendo estabelecer links metais com aliados para troca de informação e apenas isso. Serve apenas para comunicação voluntária. Nada de ler pensamentos de inimigos nem nada assim.

 

Nível 91-120: O portador da espada é alguém inevitavelmente sortudo, assim, poderá se esquivar de ataques que teoricamente seriam quase impossíveis para ele de serem esquivados, mas ainda possíveis, utilizando de sua sorte como desculpa. Uma vez a cada dois combates.

 

Nível 121-150: O portador da excalibur é agraciado com uma proteção mística contra ilusões e semelhantes, de todos os tipos. O falso irá se desfazer como uma névoa, e o verdadeiro, há de se revelar. 3x por evento.

 

Nível 151-200: A espada passa a ter consciência quando empunhada por você, possuindo personalidade e tudo o mais. Ela pode conversar tanto em voz alta como apenas em sua mente. Ela pode te dar conselhos, alertar, etc. Use sua criatividade.

 

Nível 201-250: Algo que evidentemente apenas o portador da Excalibur pode fazer é extrair seu poder máximo. Durante meio turno o Filho de Arthur deve manter a espada erguida para os céus, canalizando seu poder, e nada mais fazendo. A espada condensará uma quantidade inimaginável de energia divina pura, e depois, num movimento uno, você poderá liberar toda essa energia, gerando uma explosão gigantesca de enormes proporções. Essa habilidade é, sem sombra de duvidas, a com maior poder destrutivo da prole, podendo destruir uma área municipal a nível atômico, além de ignorar defesas, barreiras ou resistências, obviamente quebrando imunidades, apesar de que apenas a quebra de imunidade é aplicada a seres mais poderosos. Depois de utilizada, a espada fica inútil durante o próximo turno inteiro, necessitando recarregar (não poderá nem utilizar nenhum poder dela e nem nenhum dos poderes aqui citados durante esse turno de recarga). Uma vez a cada três combates.

 

Nível 251-300: O portador da Excalibur é um grande amigo de Avalon. Assim sendo, tal qual seu pai, ao morrer sua alma irá para Avalon, e lá repousará. Ao final do evento a prole morta irá voltar a vida, revivendo em seu perfeito estado, porém isso não é aplicável a apagamento.


 

Código da Cavalaria


 

A cavalaria foi uma instituição medieval responsável pelo treinamento e educação dos ditos cavaleiros, os guerreiros medievais, organizada em conjunto da nobreza com a igreja. Esta cavalaria possui um código de conduta, uma lista de regras, que todo cavaleiro deve seguir arrisca, e é claro, com as devidas consequências positivas.


 

Nível 1-30: Sendo fiel a Igreja, a prole de Arthur terá incremento de suas capacidades ao lutar ao lado de um filho de santo ou anjo, se sentindo inspirado e motivado. Desse modo, os demais poderes citados nessa habilidade tem um boost razoável quando lutando ao lado de seres desse tipo.

 

Nível 31-60: Devendo respeitar e defender os indefesos, o filho de Arthur terá a capacidade de simplesmente surgir para proteger alguém na hora que este mais necessitar, como que através de um teletransporte místico, irá spawnar na frente do ataque, defendendo-o caso queira. Esse alguém deve estar no campo de visão da prole e a uma distância máxima de 100m. 3x por evento.

 

Nível 61-90: Não devendo nunca recuar, a prole de Arthur pode, uma vez por combate, ignorar um poder que tenha como intuito fazê-la hesitar, fugir, ou semelhante. 3x por evento.

 

Nível 91-120: A prole de Arthur nunca deve mentir ou desdizer uma só palavra, e assim, as pessoas tem maior tendência de acreditar e levar em consideração as coisas que você diz.

 

Nível 121-150:  O cavaleiro deve ser defensor do direito e do bem, contra a injustiça e contra o mal, assim ganha a capacidade de, ao iniciar um conflito contra um ser demoníaco ou bestial "resetar", para assim, poder lutar contra ele com todas as suas capacidades (seja no que tange a feridas físicas ou uso restrito de habilidades). Tendo o combate com o ser ímpio terminado, a prole de Arthur irá voltar exatamente para como estava antes da luta ter iniciado. Contudo, vale somente para aquele momento, as restrições permanecem em situações normais.

 

Nível 151-200: A prole de Arthur deve desempenhar todas as tarefas de acordo com as leis de Deus, e assim sendo, ao realizar uma ação, poderá recitar um versículo que justifica perante o Pai Celestial a sua ação. Caso o versículo seja coerente e você consiga recitá-lo, a dita ação ganha um incremento tremendo, fazendo com que a probabilidade de falha caia para quase zero.


 

Rei Humano Apenas 


 

Arthur foi conhecido por ser um exército de um homem só, pois mesmo que liderando seus homens ele fosse grandioso, sozinho, e pela graça do Senhor, ele varreu exércitos inteiros. Centenas de soldados de uma vez só.

 

Nível 1-10: De início você tem a capacidade da atenção múltipla, ou seja, a capacidade de se concentrar em várias coisas ao mesmo tempo. Principalmente, nesse caso, em várias pessoas ao mesmo tempo.