29982bb0fe1c03d95c11d0144be79938.jpg
00:00 / 03:55

RÉGULOS BLACK

THE DOCTOR

O herdeiro do primordial do tempo tem como característica principal em sua personalidade os bons modos, raramente sendo visto desrespeitando alguém que não o mereça. É um sujeito simplista, que preza pela família e amigos, podendo chegar a dar a vida por eles sem hesitar. Não se importa com questões fúteis como postos ou posições importantes, desde que mantenha aquilo que ele preza bem. Não necessita provar o seu valor ou de algum cargo, afinal, é indiferente a tal ganância se garantindo apenas com a própria força. Apesar de educado, quando necessário pode adquirir uma postura de sangue frio, eliminando aquilo que ameaça o que for importante a ele com total facilidade, afinal, não se importa tanto com o que está a seu redor e não lhe envolve em nada. Pode ficar violento perante ameaças para com aqueles que ama, tornando se potencialmente destrutivo mas ainda assim, seguindo a razão, sem perder a sua conduta.

CARACTERISTICAS 

NOME COMPLETO: Régulos Arcturus Black

DEUS: Chronos

ALTURA: 1,92

PESO: 97 Kg

ORIENTAÇÃO SEXUAL: Heterossexual

ESTADO CIVIL: Divorciado

NACIONALIDADE: Americano

RAÇA: Semi-Deus

10 PRINCIPAIS TÍTULOS 

The Doctor.

Chrono Throne,
 Precursor do Tempo,
 Casca de Uriel.
 Guardião da Galáxia.
 Campista Médico.
 Three Regent Cherubin.
Aquele que leu a palavra de Deus.

 

HISTÓRIA 

      Os percalços da vida assolavam os Black desde antes do nascimento do seu
pequeno semiprimordial. Sendo uma estudante de física prodigiosa na Columbia University,
na cidade de New York, Miriam, a mãe do pequeno, se viu em um dilema familiar, pois
vinha de uma família conservadora e descobriu uma gestação indesejada, mesmo sendo
solteira. Após enfrentar o julgamento por parte da família e optar por permanecer na
universidade, ela trabalhou incansavelmente para se sustentar e trazer seu filho ao mundo,
sem querer. por sua vez. revelar aos familiares quem era o pai da criança.

      Foi numa noite chuvosa em quatorze de julho do ano 1994 D.C. que, após algumas
horas de parto, Miriam deu à luz seu primogênito, e único filho até então, a quem deu o
nome de duas das suas estrelas preferidas, Régulos e Arcturus. Ao saber do nascimento de
seu neto, o pai de Miriam foi a seu encontro no hospital e, em um momento de profundo
amor para com o seu neto, o Doutor Raphael Black segurou-o em seus braços e aceitou
sua filha novamente em casa. Entretanto, Miriam, que era portadora de um forte gênio, não
aceitou a proposta, optando por criar Régulos sozinha, permitindo somente após muito
tempo que seus pais o visitassem aos finais de semana e feriados.

      Agora, vamos realizar um pequeno lapso no tempo. Prontos? Um... Dois... e três.

      Passou-se quinze anos, o jovem rapaz era prodigioso na escola, entretanto tinha
dificuldade em fazer amigos, uma contrariedade em relação aos seus familiares maternos,
sempre muito extrovertidos. O jovem rapaz preferia a companhia dos livros, as tediosas
conversas com os outros de sua idade, assim como preferia as artes de luta corporal e
esgrima aos jogos tolos em que correm atrás de uma bola. Eram poucos os mortais os
quais ele mantinha algo que pudesse ser chamado de “amizade”, dentre eles uma moça de
cabelos negros e sardas em seu rosto que atendia pelo nome de Gabrielle, que sempre
visitava sua casa e buscava ajuda deste em seus deveres de escola.

      Certo dia, enquanto faziam um dos trabalhos para a aula de filosofia — mais um dia
comum, era o que Arcturus pensava — Gabrielle, em um uma ação natural de ir até a
cozinha na qual ela já fora tantas vezes, foi segurada instintivamente pelo rapaz, que nem
notou o que estava a fazer. Ela sorriu para ele e, com um tom brincalhão, garantiu que
voltaria logo. Apesar de algo lhe dizer que ela não deveria sair dali, por acreditar que era
apenas um reflexo de seu coração juvenil que se apegou a ela, o rapaz a soltou somente
para após alguns segundos ouvir um grito feminino que parecia ser de sua mãe, vindo da
cozinha. Ao ir correndo por mero impulso para ver o que ocorreu, Régulos encontrou Miriam
e Gabrielle caídas no chão, onde uma poça de sangue se espalhava ao redor de ambas as
mulheres. De pé, ao lado delas um homenzarrão, que ele já viu algumas vezes na
universidade de sua mãe, demonstrava um sorriso facínora no rosto e segurava o que
parecia ser uma espada, mostrando estranhos dentes pontiagudos que assustaram o jovem
no primeiro momento. Ainda sorrindo, ele começou a andar em direção a Régulos,
lambendo os lábios enquanto ao fundo sua mãe bradou com as últimas forças que cabiam
aos seus lábios antes de fechar os olhos em um lamento final. ── Régulos... fuja!
A adrenalina daquele momento fez o rapaz que estava a beira de um colapso
nervoso agir por puro instinto, como nunca fizera antes. Correndo por sua vida rumo ao seu
quarto o rapaz podia ouvir uma voz tenebrosa vociferar e esbravejar o chamando de
“Sangue do Tempo”, “Energia das Eras” e outros nomes. Ao chegar no cômodo, Régulos
agarrou a primeira coisa que viu para se defender, sua espada das aulas de esgrima, um

pouco inútil, temos de admitir, mas era isso ou pular do vigésimo andar do edifício, o que
realmente não era uma opção viável. Assim que o homem derrubou a porta, o rapaz
esperava por ele com a espada em punho e, usando de um artifício que jamais imaginou
em fazer, ele desferiu um golpe diretamente no olho direito daquele algoz, que tremeu em
dor e soltou sua arma. Aproveitando desse momento em uma dose de adrenalina, Black
rouba a arma de seu inimigo e a desfere no peito desse que, para a surpresa do rapaz,
desmorona não como alguém comum, mas em um amontoado de cinzas negras.

      Enquanto tentava prestar primeiros socorros para as duas mulheres no chão, ele
chama pela emergência. Logo, inúmeras viaturas, ambulâncias e seus avós chegam ao
local. Infelizmente, era tarde demais. Gabrielle morreu na hora, com um golpe em seu
coração, e Miriam morreu após alguns minutos com hemorragia interna. Os psicólogos e
agentes do serviço social tentaram desesperadamente entender o que houve para ajudar a
polícia, mas a história do garoto parecia fantasiosa demais. Por fim, ele fora considerado
incapaz de testemunhar, por ter bloqueado aquele evento em sua mente, enquanto o caso
foi arquivado após o desaparecimento da espada que era uma prova chave.

      Morando com seus avós, Régulos dedicou três anos de sua vida a estudar tudo
sobre os acontecimentos que levaram sua mãe e sua amiga, inclusive casos parecidos na
mídia. As palavras do homem repercutiam em sua mente e assombravam seus sonhos, e
foi por meio de um desses sonhos que um nome incomum surgiu em sua mente: Camp
Half-Blood. Após pesquisar sobre isso, mesmo acreditando que era apenas um delírio de
sua cansada mente, ele encontrou diversos pontos e coincidências que apontavam para
Long Island, ao leste de Manhattan.

      Após uma longa discussão com seus avós, Régulos enfim os convence de que
deveria ir para lá e é assim meus amigos que aos dezoito anos o semiprimordial começa
seu percurso pelo mundo divino.

Melhores Amigos